Elemento gráfico ilustrativo de ondas.

Melhore sua prisão de ventre correndo

Mulher jovem feliz com fone de ouvido enquanto pratica corrida ao ar livre em uma ponte

Se você sofre com prisão de ventre, corra atrás da solução. Literalmente.

Todas as atividades esportivas apresentam benefícios para o nosso organismo. Mas a corrida tem uma particularidade: nossa anatomia. Isso acontece porque o intestino está em uma parte do corpo em um espaço abaixo das costelas e acima da bacia. E é envolvido por várias membranas fixadas à coluna e que garantem também o posicionamento de nossas vísceras.

Quando corremos, vários músculos exigidos durante a corrida acabam fazendo uma espécie de massagem, pressionando de forma intervalada nosso sistema intestinal. Os abdominais, os flexores de quadril, os das costas se juntam aos músculos respiratórios e ao movimento do diafragma para impelir uma sutil pressão nos intestinos.

Tudo isso deve ser combinado com a postura e a técnica correta para a prática da corrida. O que acaba definindo se a influência no funcionamento do intestino será positiva ou negativa.

Mas além disso, vale lembrar que quando a prática do exercício se torna frequente, uma série de outros fatores são acrescentados nessa balança para derrubar os problemas de um intestino preguiçoso: corredores tendem a adotar uma alimentação mais equilibrada, hidratam-se mais e melhor, o alívio no estresse por causa da endorfina, tudo isso impacta também.

Portanto, se você costuma ficar dias sem ir ao banheiro, considere a corrida como uma ótima aliada no tratamento contra a prisão de ventre. E invista no acompanhamento de um profissional de educação física para garantir seu melhor desempenho em todos os sentidos.

Fonte:
https://www.ativo.com/experts/relacao-do-intestino-com-a-corrida/

Gostou? Compartilhe:

7