Elemento gráfico ilustrativo de ondas.

Endorfina: O que é e como liberar?

Mulher negra de óculos com sorriso e braços abertos: felicidade e alegria de viver

Provavelmente você já ouviu falar e já sentiu os benefícios da endorfina no seu corpo. Ultimamente, muitos estudos sobre endorfina estão sendo feitos, mas ainda há dúvidas sobre como ela funciona exatamente.¹

A endorfina é responsável por proporcionar muitas sensações positivas, como bem-estar, conforto, diminuição de dores articulares e musculares, disposição e melhor estado de humor.¹ Quem não quer isso, né?

Mas, afinal, o que é endorfina?

É na verdade, um conjunto de neurotransmissores sintetizados pela hipófise anterior, uma glândula localizada no cérebro. Segundo Ricardo Nahas, ortopedista e coordenador do Centro de Medicina do Esporte do Hospital 9 de Julho, “sua ação é capaz de alterar o humor e o sono, dá mais disposição para as atividades de trabalho e de lazer e traz uma sensação de euforia que, para uns, se confunde até com a sensação da morfina. Também tem capacidade de diminuir o estresse.”²

Além de proporcionar a sensação de bem-estar, a endorfina também tem efeitos positivos em nossa saúde, podendo influenciar o ciclo menstrual, a regulação da temperatura, a função gastrointestinal, o apetite, o sono, a função do aprendizado, entre outros.²

Alguns estudos mostram que os efeitos da endorfina são sentidos até uma ou duas horas após sua liberação, dizem que o aumento das dosagens desse hormônio pode ocorrer até 72 horas após.¹

Como liberar a endorfina?

A endorfina é liberada na circulação diretamente pela hipófise ou projetada para áreas do cérebro através de fibras nervosas. Essa é uma resposta do organismo a estímulos físicos ou emocionais. Ou seja: é possível liberar a endorfina de diversas formas.¹ Essas são algumas delas:

Atividade física

Esse é provavelmente um dos jeitos mais lembrados quando falamos de liberação de endorfina, e não é à toa: As atividades aeróbicas regulares de qualquer tipo parecem ser as que mais liberam endorfinas. O indicado é fazer a combinação de dois tipos de exercícios (aeróbio ou anaeróbio) para liberar ainda mais adrenalina e endorfina.¹

Alguns dados mostram que os níveis liberados através da atividade física variam de acordo com a intensidade do exercício, mas lembre-se: sempre consulte um médico e um profissional de educação física para praticar exercícios da forma correta e sem exageros.¹

Comer chocolates

É isso mesmo: O chocolate estimula a liberação da endorfina, proporcionando aquela sensação gostosa de felicidade. Porém, nem tudo é festa! É importante consumir da maneira correta.³ Para aproveitar os benefícios que o chocolate proporciona basta comer um quadradinho por dia e o ideal é preferir chocolate com 70% de cacau, evitando grandes quantidades de gordura e açúcar.³

Relembrar bons momentos

Sabe aquela sensação gostosa de lembrar de uma festa com amigos, ver álbuns de fotografia e ouvir uma música da infância? Pois é: relembrar bons momentos pode ajudar na produção da endorfina.³

Dar gargalhadas

Parece óbvio e realmente é: dar gargalhadas assistindo alguma coisa, fazendo piadas e relembrando momentos divertidos é gostoso e faz bem para nosso organismo.³

Gostou das dicas? Compartilhe com seus amigos e siga a Lactulona no Instagram para saber mais.

 

Fontes:
1. http://ge.globo.com/blogs/especial-blog/leo-tubarao/post/o-que-e-endorfina-e-como-ela-fun ciona-no-seu-corpo.html
2. https://delas.ig.com.br/alimentacao-e-bem-estar/2018-09-16/o-que-e-endorfina.html
3. https://www.tuasaude.com/endorfina/

Gostou? Compartilhe:

7