Elemento gráfico ilustrativo de ondas.

Como cuidar da saúde intestinal dos idosos

Homem idoso sorrindo prestes a comer uma refeição

A constipação é um problema comum entre pessoas na terceira idade, atingindo cerca de 26% dos idosos do sexo masculino e 34% das idosas do sexo feminino.¹ A principal característica da prisão de ventre é a presença de fezes duras, com pouco volume e sensação de evacuação incompleta.²

Os principais sintomas da constipação são cólicas abdominais, dificuldade para eliminar gases, náuseas e dor anal por causa do ressecamento das fezes.²

Causas comuns da constipação

As mulheres costumam ser mais acometidas pela prisão de ventre por causa dos hormônios femininos que atuam durante os períodos menstruais, gravidez e a menopausa. As mudanças no corpo após a última menstruação afetam também os músculos do intestino grosso, podendo facilitar a ocorrência da constipação em mulheres na menopausa.³

Alguns dos motivos para a ocorrência da prisão de ventre entre pessoas da terceira idade de qualquer sexo são a atrofia da mucosa, alterações morfológicas das glândulas mucosas, aumento do tecido conjuntivo e esclerose arteriolar, entre outros.¹

O intestino também pode ser afetado por questões metabólicas (como diabetes e hipotireoidismo), neurológicas (como AVC, doença de Chagas e traumas da medula), enfermidades do cólon ou reto (como tumores e doenças no ânus ou no reto), medicamentosas (como uso de anti-inflamatórios, medicações com cálcio, antidepressivos e opioides), psicogênicas (como depressão e ansiedade) e a idade.²

Dicas para cuidar melhor da saúde intestinal dos idosos

Algumas mudanças de hábitos no dia a dia podem ajudar os idosos a terem mais qualidade de vida e facilitar o funcionamento intestinal¹:

Adotar uma alimentação mais saudável

É essencial fazer uma reeducação alimentar e incluir mais fibras na alimentação diária do idoso, presente em alimentos como frutas, aveia, cevada, legumes e feijão.¹

Ingerir mais líquidos

A água é essencial na formação do bolo fecal e no trânsito das fezes. É importante que os idosos tomem a quantidade necessária de água diariamente, podendo ser na forma de chás e sucos. O recomendado é cerca de 2 a 3 litros todo dia.¹

Se possível, evacuar sempre no mesmo horário

No período da manhã, o intestino funciona melhor. O indicado é que evacuemos sempre no mesmo horário, preferencialmente nas primeiras horas do dia.³

Praticar exercícios físicos

A prática de exercícios físicos ajuda no trânsito intestinal, mas é importante escolher uma atividade que seja apropriada para o condicionamento físico do idoso. Se possível, é indicado que façam pelo menos 20 minutos de caminhada diariamente.¹

Procurar um médico

Se os sintomas persistirem por mais de 30 dias sem melhoras, é importante consultar um médico especialista. Através de exames e uma análise de hábitos e histórico familiar, o médico poderá passar um tratamento individualizado para cada idoso.²

Lactulona® pode auxiliar na fluidez do seu dia a dia. Ajuda a aliviar a prisão de ventre além de prevenir e tratar a encefalopatia hepática. O produto tem um diferencial importante no tratamento da constipação: não induz o hábito. Ou seja, pode ser utilizado a longo prazo.⁴ Consulte um médico ou farmacêutico para saber mais.

Referências:

1.Andrade, M.A. et al (2003) Assistência farmacêutica frente à obstipação intestinal no idoso. Infarma, 15(9-10): 64-69.

2.https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/11/19/idade-doencas-metabolicas-e-ate-neurologicas-podem-causar-prisao-de-ventre.htm

3.https://gauchazh.clicrbs.com.br/saude/vida/noticia/2013/10/entenda-por-que-a-prisao-de-ventre-e-mais-comum-entre-as-mulheres-e-saiba-como-evitar-4317745.html

4. Bula do produto

Gostou? Compartilhe:

7