Restabelece
o trânsito intestinal.1

Como cigarro afeta a digestão?

17 de maio de 2021

Um dos hábitos mais comuns entre fumantes é acender um cigarro logo após as refeições, como o almoço e o jantar. Segundo Analice Gigliotti, psiquiatra da Associação Brasileira de Estudo do Álcool e outras Drogas (Abead), “a nicotina, assim como a cafeína, é um estimulante do Sistema Nervoso Central, ajuda a eliminar essa sonolência” que acontece logo após as refeições.¹

Porém, isso não significa que o cigarro ajuda na digestão. O músculo do estômago fica cada mais enfraquecido com o uso frequente do cigarro, tornando a digestão mais difícil. ¹⁣

Quais são os efeitos do tabagismo no sistema digestivo?⁣

A Organização Mundial da Saúde (OMS), considera o tabagismo a principal causa de morte evitável no mundo. Cerca de 4,9 milhões de óbitos acontecem anualmente por causa do hábito de fumar, totalizando mais de 10 mil óbitos diários.¹⁣

Alguns dos efeitos do tabagismo no corpo são encontrados no sistema digestivo, ou seja, boca, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, fígado, pâncreas e vesícula biliar. Esses são alguns dos efeitos que o uso contínuo do cigarro pode apresentar no sistema digestivo:²⁣

Azia e Refluxo Gastroesofágico (DRGE)⁣

A nicotina enfraquece o esôfago e o estômago, podendo causar uma sensação de ardência ou queimação no peito, a chamada azia. Já a DRGE é um refluxo que, além de aumentar a azia e causar regurgitação, pode levar a problemas como úlceras hemorrágicas no esôfago e até mesmo câncer.²⁣

Doenças hepáticas⁣

O fígado é um importante órgão na produção de proteínas importantes do sangue e da bile, na transformação de alimentos em energia e na filtragem de álcool e substâncias tóxicas no sangue.² ⁣

O uso contínuo de cigarros pode prejudicar a capacidade do fígado de processar certas substâncias e toxinas, podendo piorar doenças como cirrose biliar primária e doença hepática gordurosa.² ⁣

Câncer⁣⁣

O tabagismo pode aumentar o risco de câncer de boca, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, cólon e reto.² ⁣

Além desses efeitos, o uso do cigarro também pode afetar o sistema digestivo causando efeitos em úlcera péptica, doença de Crohn, pólipos de cólon, pancreatite, cálculos biliares, entre outros.² É possível que os fumantes apresentem, também, maior número de casos de doenças respiratórias como enfisema pulmonar, bronquite crônica, asma e infecções respiratórias, e de doenças cardiovasculares como angina, infarto agudo do miocárdio, hipertensão arterial, aneurismas, acidente vascular cerebral e tromboses.³⁣⁣⁣

Como evitar danos ao sistema digestivo⁣

Alguns dos efeitos do cigarro no sistema digestivo podem ser revertidos se o paciente parar de fumar. O revestimento do estômago e possíveis danos ao fígado podem apresentar melhoras após algum tempo sem o cigarro. Porém, ex fumantes possuem mais risco de desenvolver algumas doenças do aparelho digestivo do que pessoas que nunca fumaram.²⁣⁣

Algumas mudanças no dia a dia podem ajudar a melhorar a digestão e o aparelho digestivo, como adotar uma alimentação mais saudável.²⁣⁣

Outro hábito que pode favorecer a digestão a curto prazo é evitar o cigarro logo após as refeições. Substituir o hábito de fumar imediatamente após comer por escovar os dentes, por exemplo, é uma boa solução para facilitar a digestão dos alimentos.¹⁣⁣

Gostou das dicas? Não se esqueça de compartilhar e seguir Lactulona no Instagram para saber mais!

 

Fontes:
1. https://www.minhavida.com.br/saude/materias/12474-cigarro-atrapalha-a-digestao-e-pode-causar-doencas-gastrointestinais
2. http://www.esadi.com.br/aparelho-digestivo/doenca/tabagismo-e-o-sistema-digestivo/
3. https://www.inca.gov.br/perguntas-frequentes/quais-sao-doencas-causadas-pelo-uso-cigarro-e-outros-produtos-derivados-tabaco

Gostou? Compartilhe: