Restabelece
o trânsito intestinal.1

Alergias x intolerância alimentar

2 de outubro de 2019

Nos últimos anos, muito tem se falado sobre alergias e intolerâncias. Alguns críticos chamam esse aumento de citações de “modinha”, mas quando o assunto é saúde não existe absolutamente nenhum assunto que seja menos importante do que outros. E o ganho que se tem ao popularizar um tema é que mais pesquisas e estudos são desenvolvidos, assim como novas alternativas são lançadas para atender novas necessidades.

Mas qual a diferença entre alergia e intolerância?

Quando falamos sobre alergia a qualquer outra coisa, como a um medicamento, por exemplo, a resposta aparece de forma mais clara na cabeça da maioria das pessoas. O organismo não só não aceita, como arma seus mecanismos de defesa, criando maneiras de sinalizar e expulsar o agente causador de um processo alérgico. Dessa forma a resposta do nosso corpo é imunológica, ou seja, o organismo pode até criar anticorpos contra aquele agente agressor. Ocorrem então:

  • Urticária e vermelhidão na pele
  • Coceira intensa
  • Dificuldade de respirar
  • Inchaço no rosto ou língua
  • Vômitos e diarreia

Então por que motivos existe uma resistência a entender o que é uma alergia alimentar? Provavelmente porque um outro termo veio à tona recentemente e deixou o entendimento sobre uma coisa e outra um pouco confusa. É a chamada intolerância.

A intolerância ocorre quando o organismo não consegue digerir por completo um alimento. E dessa forma, as reações do corpo costumam ter relação direta com o sistema digestivo e gastrointestinal. Ocorrem, por exemplo:

  • Dores no estômago
  • Inchaço na barriga
  • Excesso de gases intestinais
  • Sensação de queimação na garganta
  • Vômitos e diarreia

Em comparação, as alergias costumam ser hereditárias enquanto as intolerâncias não têm relação com histórico familiar. As reações alérgicas surgem imediatamente após o consumo do alimento, enquanto nas intolerâncias pode-se demorar mais de meia hora para começar a aparecer algum efeito.

Em comum, só mesmo o tratamento: seguir uma dieta sem os agentes causadores e optar por alimentos alternativos. Atualmente, já existem muitos produtos sem lactose, sem glúten, sem ovos, os mais comuns envolvidos em alergias e intolerâncias.

Gostou? Compartilhe:


Notice: Undefined variable: related_post_title_option in /home/storage/6/97/75/devlactulona/public_html/wp-content/themes/lactulona-child/functions.php on line 912