Restabelece
o trânsito intestinal.1

A intolerância à lactose afeta a saúde intestinal?

8 de outubro de 2021

A intolerância à lactose é muito comum: Estima-se que ela possa atingir 70% da população mundial em algum grau. Porém, mais de 80% dessas pessoas jamais receberam o diagnóstico.¹

A lactose é um tipo de açúcar comum no leite e é essencial para a nutrição de mamíferos recém-nascidos. Porém, muitas pessoas possuem dificuldade de digerir a lactose por causa da deficiência em algum grau da enzima lactase, uma substância que é secretada no intestino delgado.¹

Intolerância e alergia são a mesma coisa?

Os dois problemas são diferentes: a intolerância é a dificuldade em quebrar a lactase e a alergia é uma resposta do sistema imunológico a uma proteína do leite.²

Quando há alergia, é comum que haja manifestação em todo o corpo, como inchaço nos lábios, manchas na pele, coceira, tosse e falta de ar.²

O recomendado para pessoas com alergia à lactose é que excluam totalmente o leite e derivados de sua dieta, para evitar complicações.³

Quais são os efeitos da intolerância à lactose?

Os sintomas variam de pessoa para pessoa porque dependem da quantidade de lactose que cada um ingere diariamente e do grau de insuficiência da lactase.¹

Os sintomas costumam aparecer entre 30 minutos a 2 horas após a ingestão de alimentos como leites, queijos e iogurtes.¹

A fermentação da lactose por bactérias no intestino pode provocar gases e ácido lático. Por atrair água e eletrólitos, a lactose também pode causar diarréia.³

Os sintomas mais comuns são²:⁣
• Dor e inchaço abdominal;⁣
• Diarreia;⁣
• Azia;⁣
• Náusea;⁣
• Gases;⁣
• Dor de cabeça.

Como amenizar a intolerância à lactose?

Não existe um tratamento que faça o corpo produzir mais lactase, porém, é possível controlar os sintomas da intolerância através de algumas medidas no dia a dia.³

Consuma com moderação

Procure conhecer o teor de lactose presente nos alimentos que você consome. Queijos maturados (como o parmesão), por exemplo, costumam ter pouca lactose. Já queijos frescos (como ricota) possuem um teor maior de lactose.³

Dê preferência a alimentos com baixo teor de lactose e consuma em pequenas quantidades para evitar o mal-estar causado pela intolerância.³

Prefira produtos sem lactose

Hoje é possível encontrar versões sem lactose de leites, queijos e iogurtes. A maioria desses produtos é produzida com a adição da enzima invés da remoção do açúcar.³

Outra alternativa são alimentos semelhantes ao leite, como leites de soja, de aveia, de amendoim, entre outros.³

É possível fazer suplementação

Para aqueles que não querem abolir ou diminuir o consumo da lactose, é possível fazer uma suplementação com cápsulas ou sachês de lactase antes das refeições.³

Consulte seu médico para saber mais sobre o funcionamento, a dosagem e como utilizar os suplementos.³

Gostou das dicas? Não se esqueça de compartilhar com sua família e amigos. Siga a Lactulona no Instagram para saber mais dicas de saúde e bem-estar!

 

Fontes:
1. https://www.uol.com.br/vivabem/colunas/danta-senrra/2019/11/30/intolerancia-a-lactose-e-mais-comum-do-que-se-imagina-saiba-mais.htm
2. https://saude.abril.com.br/alimentacao/o-que-e-intolerancia-a-lactose-sintomas-diagnostico-e-tratamento/
3. https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2018/08/21/intolerancia-a-lactose-pode-gerar-colicas-e-gases-em-excesso-entenda.htm

Gostou? Compartilhe: